Hedonismo

12642527_1693658584207143_8085095800824247866_n

no mito quase secreto
inverti toda a sina de Eros

cúmplice de sua lascívia
o cupido se fez mira
sob os ventos de Zéfiro

vítima do próprio feitiço
forjou seu feliz engano

me paenitet, est mea culpa
a libido venceu a candura
despertei no santo o profano

mas taras divinas são puras
conserva suas asas de anjo

hoje vagueio entre o Olimpo
e a praia de Cabo Branco.

(Amanda Vital)

Anúncios
Este post foi publicado em Avulso em por .

Sobre vitalamanda

Amanda Vital (Ipatinga-MG, 1995) cursa Letras na Universidade Federal de Minas Gerais, em Belo Horizonte. Apaixonada por poesia contemporânea, publicou seu primeiro livro de poemas, "Lux", pela Editora Penalux em 2015. Contato: amandavital@live.com Facebook: https://www.facebook.com/vitalamanda

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s