Lisboa & Eu (1)

DSC00475

                                                    Foto: Márcio Leitão

Provei o teor das chuvas

Hoje cedo.

Pisei quieto na ponta

De um talismã

Senti as unhas cozidas

Atrás da pele e das folhas.

 

Não entendi o atropelo

Dos silêncios

Não estava acostumado

A conceder quietude

Nos meus olhos.

 

Assim, levantei

Provei a culpa da parte de fora

Das palavras

Juntei as pupilas pingadas de sombra

E redesenhei meu colarinho

E minha derrota.

 

Agora já posso medir

Os copos de água que brotam

Em cada bico de pássaro

Em cada falsete de ruga.

 

Já posso molhar a tua cor

Sem medo de desaguar.

Márcio Leitão

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s