DEVOÇÃO

Como um tigre
devora a paisagem
com dentes e garras

Devoro as palavras
no torpe curtume dos dias
da folha (lua) branca
no grito agonizante
da caça

um verso estreito/imperfeito
nua relva ou rima.

Leandro Rodrigues

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s