[esqueces-te como as manhãs…]

esqueces-te como as manhãs são praticamente iguais
manhãs loucas a bailarem frescas e livres
os caminhos são intervalos
e o resto do dia é o improviso da nossa triste vida

obra: noutros rostos

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s