coleridge

richard avedon

● coleridge me disse q um dia desses ●
● depois de mastigar uma broa de milho ●
● quebrou 2 dentes e mordeu a lingua ●

● com certeza ele ficou preocupado ●
● principalmente porq depois bem tarde ●
● outros 2 dentes se soltaram e a lingua ●

● continuava a doer e inchar demais ●
● ele tomou cha de cidreira com hortelã ●
● da folha miuda e foi dormir bem triste ●

● no meio da noite mais 2 dentes cairam ●
● a lingua ficou dura e ele sufocava ●
● porisso saiu de casa procurando ●

● não sabe bem o q talvez a noite ●
● q tava bem fria e os ventos gelados ●
● adormeceram sua boca enquanto mais 2 ●

● dentes se despregavam sem dor sem nada ●
● disse coleridge pra si mesmo agoniado ●
● como um rato meio esmagado e vivo ●

● depois sentou na praça e quase dormindo ●
● sentiu mais 2 dentes se soltarem na boca ●
● foi assim q ele cuspiu dentes e sangue ●

● mas coleridge não é nenhum imbecil e foi ●
● pro porto olhar os barcos olhar o dia vindo ●
● nascer enquanto mais 2 e 2 dentes caiam ●

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s