QUATRO CRUZES

Tenho quatro cruzes em meu peito,
que me sufocam como o pranto de mil mulheres
de mãos dadas,
gemendo e parindo.
Cada vez que me encontro
visível, escureço perante esse canto,
acendo uma tocha na cruz.

Tenho quatro cruzes em meu peito,
que me sufocam como o pranto de quatro mulheres
entoando ladainha papal,
rasgando inteiro o missal,
gritando meu nome astral,
pelas curvas da nave central,
ecoando o seu rugido divino,
reclamando seu pó uterino.

Tenho quatro cruzes em meu peito
e seu santo nome
sujeito
ao pranto, com que asperge
meu sangue.

1997

ilustração de Kaiena Ferreira. kaiena1609@gmail.com

ilustração de Kaiena Ferreira.
kaiena1609@gmail.com

Anúncios

Uma ideia sobre “QUATRO CRUZES

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s