Flechas 2

“Tudo mega bom, giga bom, tera bom”

À  luz primeira e mais clara…

 

Agora,

 

Meu peito pra teu 

corpo é arco

Da cerda mais mole

Feita do gozo mais graxo.

 

E antes, 

 

A seta mais dura

no alvo mais úmido.

Faz som ao entrar

na carne viçosa 

o nervo retesado.

 

E antes ainda,

 

Meus olhos furados 

derramaram mel preto.

E o breu dos teus,

Algozes dos poços meus,

Deram eco ao tom 

do tato.

 

Jon Moreira.

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s