GATO

sonhei que era gato.

pulo e velocidade

 

olhos de faca

patas e adagas.

 

nada ao longe

passa

ou me                              separa

(d)a alegria da casa.

 

leve como o ar,                [          ]

sou o tempo:

– nem me viu passar.

 

desapareço em cada passo

silêncio invisível

– você me vê, não o que eu faço.

 

respiro o que ninguém sabe:

– curiosidade?

ou a máscara da maldade?

 

zás-traz! jamais me emendo,

sou o fio do enredo

– para onde foi a gravidade?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s